Adubação dos Bonsai

Introdução:

 

 

Os adubos ou fertilizantes é qualquer tipo de substancia que contenha nutrientes essenciais ao desenvolvimento das plantas. Todos nós nos alimentamos diariamente. Os alimentos são imprescindíveis para a vida. Do mesmo jeito que precisamos dos alimentos para nos nutrir e assim vivermos com saúde, os vegetais precisam dos adubos. As plantas em seu ambiente natural alimentam-se dos sais nutritivos que extraem do solo. Como os bonsai vivem em vasos pequenos, a árvore do bonsai depois de algum tempo poderá ter consumido todos os nutrientes da terra que está em seu vaso. Teremos então de ir repondo esses nutrientes por meio de adubos. É preciso adubar principalmente nas épocas de crescimento mais acelerado das plantas (Primavera e Verão), mas também devemos adubar com moderação no outono para as maiorias das espécies. Entretanto a adubação deve ser feita sem exageros. É correto adubar os bonsai em pequenas quantidades e com maior frequência do que fazê-lo esporadicamente em grandes quantidades, o que pode ser perigoso, pois o excesso de adubo pode matar a planta.

MOLD 020.jpg

Por que devemos adubar os Bonsai ?

 

Image2.jpg

Claro que se compreendermos bem o funcionamento das plantas, saberemos muito melhor como cultivá-las. A absorção da água do solo através das raízes além de hidratar a planta, possui a função de "carregar" consigo nutrientes essenciais à sua vida. Essa nutrição, que chamamos de fertilização ou simplesmente adubação, serão responsáveis pelo desenvolvimento de Folhas, Flores, Frutos, Raízes, Produção de Madeira para o tronco e galhos. Enfim, para todo o processo de desenvolvimento do vegetal.
No caso dos bonsai, como espaço do vaso destinado a terra ser relativamente pequeno, a falta de nutrientes pode acarretar em problemas graves a sua saúde. Esta falta de adubo pode também gerar frustração ao cultivador por não ver sua planta produzindo flores, frutos ou folhas adequadamente.
A boa notícia é que a adubação nos bonsai é muito simples de se fazer, além de ser muito barata, pois usaremos quantidades muito reduzidas de fertilizantes.

MOLD 020.jpg
44.jpg

Quais o tipos de Adubos que existem ?

I - Classificação quanto ao Tipo (Origem de seus componentes):

Orgânico

São adubos obtidos por meio de matéria de origem vegetal ou animal. Normalmente são vendidos em sacos/potes fracionados. São menos tóxicos que os adubos químicos. Sua ação é mais lenta do que na adubação química.

Inorgânico ou Químico

São adubos obtidos a partir de extração mineral ou refino do petróleo. Embalados industrialmente com definições precisas de componentes e de maneira de uso, incluindo quantidade. Sua ação é mais rápida do que na adubação orgânica.

II - Classificação quanto a forma de uso:

 

Foliar

É aplicado diluindo-se em água o adubo na dosagem especificada pelo fabricante e borrifando sobre as folhas. A absorção deste tipo de adubo pelo vegetal é   praticamente instantânea.

 

 

Solo

É usado na dosagem especificada pelo fabricante aplicando-se diretamente na superfície do solo do bonsai. Sua absorção pelo vegetal é gradual.

III - Classificação dos adubos quanto ao seu estado natural:

Liquido

Este pode ser dividido em sua forma de uso: “Foliar” ou “Solo”

Sólido

Pode ser em pó ou em grão. Solido em pó deve-se diluir em água na dosagem recomendada pelo fabricante e aplicar no solo ou via foliar. Quando sólidos em grãos é do tipo de solo.

MOLD 020.jpg

Como saber a composição de um Adubo ?

São muitos os minerais que servem como nutrientes para as plantas. Os fabricantes dos adubos geralmente classificam seus produtos indicando a concentração de três macro nutrientes, são eles N - P - K ( Nitrogênio, Fósforo e Potássio). Na descrição dos adubos normalmente vem em sua embalagem três números : 00-00-00, estes indicam a concentração de respectivamente de N - P - K ( Nitrogênio, Fósforo e Potássio). Existe uma infinidade de adubos a venda, mas os adubos mais comuns indicam possuir somente os chamados MACRONUTRIENTES (N - P - K = Nitrogênio, Fósforo e Potássio). É popularmente chamado de NPK. Os adubos mais simples e baratos indicarão a concentração destes três minerais, EX: NPK igual a 10-10-10 tem a concentração igual de Nitrogênio, Fósforo e Potássio. Já os adubos com NPK indicando 4-14-8, tem a concentração mais alta de fosforo.
É bom que se esclareça que estes três minerais, Nitrogênio, Fósforo e Potássio, são os chamados macro nutriente e tem importância maior no desenvolvimento das plantas, mas somente esses não são suficientes para a nutrição dos vegetais. Veja a seguir alguns minerais que servem como adubo e suas principais funções:

MOLD 020.jpg

PRINCIPAIS NUTRIENTES

Macro nutrientes Principais

N Nitrogênio

Crescimento da parte Aérea (enfolhamento).

Parte integrante da constituição das proteínas (base física da vida).

P Fósforo

Floração, Frutificação e ajuda a formação do sistema de raízes. Sem fósforo o vegetal não respira e nem faz fotossíntese. O DNA contem fósforo.

K Potássio

Plantas bem providas de potássio resistem mais ao frio, seca, a pragas e doenças.

MOLD 020.jpg

Macro nutrientes ( 2a. Escala )

Mg Magnésio

Composição da Clorofila e Ativador de enzimas. Ajuda na absorção do fósforo.

S

Enxofre

Síntese da Clorofila e absorção do CO2.

Ca Cálcio

Crescimento e funcionamento das raízes e da fecundação do vegetal.

MOLD 020.jpg

Micronutrientes

 

Cl

Cloro 

Decomposição da água na fotossíntese

 

 

Cu

Cobre

Respiração e síntese da clorofila

 Co

Cobalto

Absorção do nitrogênio na fixação simbiótica

B

Boro

Desinvolvimento das raizes, frutos e sementes.

Mn

Manganês

Absorção de Co2 na fotosintese.

Mo  Molibidênio

Fixação do nitrogênio

Zn

Zinco

Produção e maturação de sementes

Fe

Ferro Respiração, síntese da clorofila e fixação do nitrogenio.

E muitos outro mais ...

MOLD 020.jpg

Qual a quantidade de adubo que devo usar ?

 

I – Adubos químicos

Neste caso o fabricante do adubo químico fornecerá exatamente a dosagem que deve ser diluída em água.

 

II – Adubos orgânicos

Recomendamos que o adubo a ser usado deve estar completamente decomposto. Ou se comprado em lojas, use exatamente a quantidade recomendada.

Mas no geral para “Esterco de Galinha Curtido” , “Farina de Osso” e “Torta de Mamona” podemos recomendas as seguintes dosagens:

MOLD 020.jpg

Como saber com que tipo de adubo poderei adubar o meu bonsai ?

Nos bonsai o correto é adubar com os dois tipos de adubos, o químico e orgânico.

Existe no comercio adubos químicos de solo que fornecem uma resposta rápida e ao mesmo tempo completa. O Adubo químico de liberação gradual de altíssima qualidade é desenvolvido por indústrias especializadas da agricultura com um sistema liberação gradual, que fornece constantemente durante um período de alguns meses, os macro

nutrientes fundamentais para o desenvolvimento da planta e principalmente todos os micro nutrientes que não são encontrados em esquemas de adubações mais simples.

Quanto aos adubos orgânico, use os mais comuns variando o tipo entre: Torta de Mamona, Esterco de Galinha e Farinha de osso.

MOLD 020.jpg

Quais os tipos de adubos orgânicos mais comuns ?

Os adubos orgânicos são absorvidos de forma mais lenta pelo vegetal e apesar de terem concentrações mais baixas de nutrientes comparativamente aos adubos químicos, possuem uma função vital na promoção do desenvolvimento de um conjunto de microrganismos que tornará o solo fértil e consequentemente confortável para a planta.

G – Esterco de Galinha

 

O Esterco de Galinha é um adubo orgânico de excelente qualidade para os bonsai. Sua principal função é o enriquecimento do solo. Seu traço aproximado de NPK ( Nitrogênio – Fosforo – Potássio ) é de N[1,0 a 1,6 %], P[1,4 a 1,8%] e K[0,6 a 1,0%].

TM – Torta de mamona

 

A Torta de mamona é um adubo orgânico de excelente qualidade para os bonsai. Sua principal função é incentivar o vegetal a produzir folhas. Seu traço aproximado de NPK ( Nitrogênio – Fosforo – Potássio ) é de N[4,0 a 6,0 %], P[1,0 a 2,0%] e K[1,1 a 1,2%].

FO – Farinha de Osso

 

A Farinha de osso é um adubo orgânico de excelente qualidade para os bonsai. Sua principal função é incentivar o vegetal a produzir flores e frutos. Seu traço aproximado de NPK (Nitrogênio – Fosforo – Potássio) é de N[1,0 a 2,0 %], P[24%] e K[0%].

MOLD 020.jpg

Com que frequência devo adubar os bonsai ?

 

Na natureza temos uma grande variedade de vegetais que frutificam e florescem de acordo unicamente com o seu metabolismo. Por isso devemos adubar cada tipo de árvore respeitando seu metabolismo e o seu comportamento, que é diferente para cada espécie particular de árvore. As Glicínias florescem na Primavera, o Jasmim e a Carmona floresce no Verão, as Camélias no Outono, as Azáleas florescem no Inverno. As Jabuticabeiras frutificam na Primavera, a Romã no Verão, as Piracantas frutificam abundantemente no Outono e as Ameixeiras frutificam no Inverno.

Geralmente devemos adubar os bonsai a cada 2 meses. Mas isso varia com a época do ano, a espécie de seu bonsai e o tipo de adubo a ser usado. Devemos respeitar a fisiologia de cada espécie.

124.jpg

Desta forma a Bonsai Kai preparou uma AGENDA ANUAL DE ADUBAÇÃO, que pode ser encontrada nos guias de cuidados por espécie em nosso site www.bonsaikai.com.br Aproveite estas informações !

Image1.jpg
MOLD 020.jpg

Como usar adubos orgânicos ?

 

1.jpg

1. Aplicar todo o conteúdo do pote, indicado para o mês respectivo, espalhando-o por toda a superfície do vaso.

126.jpg

2. Misture o adubo por toda superfície do solo

 

1225.jpg

3. Regue bem. Espalhe água por toda a suficiente a fim de molhar todo o adubo e o solo do bonsai até que a água comece a sair pelos orifícios do fundo do vaso.

Como usar adubos químicos de decomposição gradual ?

 

444.jpg

1. Separe um palito, lápis ou qualquer instrumento para perfurar o solo.

Image4.jpg

2. Com o palito, cave vários pequenos buracos junto a borda do vaso.

Image2.jpg

3. Coloque todo o conteúdo do pote, indicado para o mês respectivo, dentro dos buracos cavados. Feche os buracos preenchidos com adubo e com um pouco de solo.

1225.jpg

4. Regue bem. Espalhe água por toda a suficiente a fim de molhar todo o adubo e o solo do bonsai até que a água comece a sair pelos orifícios do fundo do vaso.

Dicas:

  • Somente adubar bonsai sadios. Nunca adubar plantas debilitadas ou doentes.
  • Sem experiência é muito melhor ser moderado na adubação.
  • Não adubar árvore recém transplantada. Esperar de um a dois meses para adubá-la.
  • Os adubos de boa qualidade sempre trazem descritos em sua embalagem a dosagem correta para cada tipo de uso, composição e maneira de uso.
  • Cuidado com adubos orgânicos do tipo "Torta de Mamona" ou "Farinha de osso" ou "Estercos", É muito fácil errar na quantidade adequada. Isso pode ser fatal para os bonsai.
  • Cada espécie de árvore possui uma época certa para ser adubada. Veja no Guia de Cuidados da espécie de seu bonsai.
  • Se o adubo não for de uso específico para bonsai, devemos usar metade da dosagem recomendada para plantas envasadas.
  • O adubo líquido geralmente requer disciplina em sua aplicação pois tem efeito por curto período de tempo.
  • Espalhar os adubos sólidos nos cantos dos vasos, evitando colocar junto ao tronco.
  • Para o uso de adubos líquidos por aplicação foliar: Para as árvores de bonsai que produzam flores e frutos use adubos com maior concentração de Fósforo, Ex: 4-14-8 ou 8-12-10. Para árvores de bonsai que não produzam flores e nem frutos use adubos com maior concentração de Nitrogênio. Ex: 10-10-10 ou 8-4-6.
  • Na grande maioria, os adubos são tóxicos aos seres humanos e animais. Se proteja no manuseio com luvas e mantenha seu armazenamento fora do alcance de crianças e animais.
MOLD 020.jpg