Guia de cuidados - Ficus retusa

Ficus Ret.jpg
MOLD 020.jpg

Espécie:
 
Ficus

Sub-espécie:
retusa

Família:
 
A
Moreáceas

Altura MAX Natural:
 40m

Origem:
 Regiões Tropicais

Insolação Mínima:
 2 horas

Folhas:
Sempre verdes

Ventos:
Suportam

Crescimento:
Rápido

Temperatura Agradável:
 Adora Calor

Transplantação:
 
Anualmente

Permite Vaso Raso:

Mediamentprofundo

Vaporização:
 No Calor

Início da Aramação:
 Primavera

Permanencia dos Arames:

Um a Doimeses

MOLD 020.jpg

I - Introdução

As figueiras ( Fícus ) constituem em uma vasta família de árvores com mais de seiscentas espécies. A maioria é originária de selvas do sudeste asiático e estão classificados como árvores tropicais. O Fícus benjamim e Fícus retusa são as famílias mais conhecidas na elaboração de bonsai, mas muitas outras espécies são usadas. Suas folhas perenes e lustrosas fazem do Fícus uma árvore com copa densa. Sua resistência impressionante em ambientes internos faz do Fícus uma das melhores opções na decoração

MOLD 020.jpg

II - Regiões do Brasil onde o cultivo é Adequado:

Ficus.jpg

# Totalmente Permitido

# Permitido onde haja frio no inverno

# Não Adequado

 

MOLD 020.jpg

III - Fotos

Ficus - Ao Natural 2.jpg

Estado Natural

Ficus - Ao Natural.jpg

Topiaria

Ficus - Folha.jpg

Folha Ficus benjamim

Ficus nerifolia - Folha e Fruto.jpg

Flor e Fruto Ficus nerifolia

Ficus 21.jpg

Fruto Ficus retusa

Ficus - Exemplar 2.jpg

Exemplar com Figo

Ficus carica

Ficus - Exemplar 3.jpg

Exemplar

Ficus - Exemplar 1.jpg

Exemplar

MOLD 020.jpg

IV - Insolação

Qualquer bonsai deve receber sol diretamente em suas folhas. O cus pode ser colocado em ambientes internos onde possuam muita claridade. Mas se possível periodicamente deve passar temporadas no verão em locais onde o sol possa incidir sobre suas folhas, isso pode ser conseguido colocando-o em uma sacada com cobertura, sob outras árvores ou mesmo dentro de casa próxima a uma janela em local arejado. Quando a temperatura estiver abaixo de 10oC, devemos protegê-la colocando-o em locais onde o vento frio não a atinja.

MOLD 020.jpg
rEGA01.jpg

V - Rega

Há duas coisas que precisamos saber para regar um bonsai: Como e com que frequência. Regar um bonsai é molhar toda a terra que está dentro do vaso. Coloque água potável por cima da terra em toda a superfície até que esta comece a sair por baixo nos orifícios do vaso. No Calor pode-se molhar também a copa e Galhos. Já a frequência dependerá principalmente do tamanho do vaso e das condições climáticas como temperatura e umidade do ar. Normalmente vasos com até 30 cm de comprimento e/ou vasos muito rasos devem ser regados todos os dias quando a umidade do ar estiver baixa e a temperatura acima de 20oC. Cuidado com os extremos: Em dias de muito calor (acima de 30oC) regue duas vezes ao dia. Em dias de muito frio (abaixo de 15oC) regue a cada dois dias. 

Vasos maiores do que 30 cm, normalmente a frequência de rega é menor, mas tome muito cuidado, geralmente um bonsai não fica mais do que dois dias sem água. As árvores no Geral NÃO gostam de muita umidade na terra. Por isso geralmente devemos regar os bonsai somente quando a terra do vaso estiver quase seca. Vale muito nossa "observação constante", tanto do clima quanto da umidade da terra. A verificação da umidade da terra pode ser feita facilmente tocando-se a terra com os dedos.

A Vaporização das folhas somente é necessária quando a umidade do ar estiver baixa. Nesta situação é conveniente que façamos uma vaporização leve somente sobre as folhas preferivelmente a sombra com água potável, no mínimo, três vezes por dia. Outra função importante da Vaporização é quando feita sobre as raízes finas expostas em alguns determinados estilos ( Ex.: "Raiz Exposta", "Raiz sobre Pedra" e outros). Também é importante no cultivo do musgo que, se for usado, não deve ocupar mais do que a metade da superfície da terra do bonsai, para que esta "respire". O Musgo deve ser borrifado levemente em torno de três vezes ao dia sem que a terra do bonsai se umedeça.

O Fícus gosta muito de água, a rega deve ser abundante, mas devemos esperar a terra secar para regar novamente, principalmente em épocas mais amenas. Umidade constante no tronco e raízes favorece o surgimento de fungos ( Pó Branco ), estes podem até ocasionar sua morte se não forem tratados. Para evitar problemas com muita umidade é aconselhável molhar a terra do Fícus somente quando esta já estiver com a superfície bem seca.

MOLD 020.jpg

VI - Adubação

Todos nós comemos diariamente, os alimentos são imprescindíveis para se viver. As plantas alimentam-se dos sais nutritivos que extraem do solo. Como os bonsai vivem em vasos pequenos, a árvore poderá consumir todos os nutrientes da terra depois de um tempo, teremos então que ir repondo estes nutrientes por meio de adubos. É preciso adubar principalmente nas épocas de grande crescimento das plantas e está adubação deve ser feita sem exageros. É muito melhor adubar em pequenas quantidades com maior frequência do que fazê-lo esporadicamente em grandes quantidades. Recomendamos o uso de produtos de ótima procedência e com instruções claras de uso. 

Para principiantes sugerimos uma adubação muito simples usando TORTA DE MAMONA  e FARINHA DE OSSO, que são facilmente encontrados em supermercados. Estes podem ser usados sempre separadamente numa frequência bimestral, ou seja, se usar TORTA DE MAMONA em janeiro, somente irei adubar novamente em março com FARINHA DE OSSO. E assim teremos 6 aplicações anuais.
Use sempre as dosagens recomendadas. Caso não haja indicação para dosagens referente ao bonsai, use metade da dose recomendada para vasos pequenos. Já uma adubação melhor e mais balanceada pode ser conseguida facilmente com produtos de boa qualidade encontrados em lojas especializadas. Siga sempre uma orientação profissional.

O Fícus pode ser adubado com adubos orgânicos de decomposição lenta e químicos ricos em Nitrogênio ( N ), podendo ser adubos líquidos por via foliar ou sólidos na terra. Como sugestão de adubos químicos, escolha traços de proporção de N-P-K ( Nitrogênio – Fósforo – Potássio ) na ordem de 10-10-10 ou 10-05-10. Não esqueça que no mínimo uma vez por ano é necessário a Adubação com micro nutrientes ( Ca {Cálcio}, Mg {Magnésio}, S {Enxofre}, B {Boro}, Cl, Cu, Co, Fe....). As Melhores épocas para a adubação do Fícus vai desde o Início da Primavera ao fim do Outono. No inverno adubar com mais moderação. Nunca adube plantas doentes ou recém transplantadas.

A Bonsai Kai criou um Kit anual de Adubação para bonsai para ajudar a manter os bonsai fortes e saudáveis.
Nossa sugestão de agenda de adubação para o Ficus

Janeiro - QG

Fevereiro - Não Adubar

Março - G

Abril - TM

Maio - Não Adubar

Junho - Não Adubar

Julho - TM

Agosto - Não Adubar

Setembro - TM + QG

Outubro - TM

Novembro -  FO

Dezembro - Não Adubar

QG - Adubo Quimico de Liberação Gradual

TM - Torta de Mamona

 FO- Farinha de Osso

- Esterco de Galinha

MOLD 020.jpg

VII - Transplantação

No desenvolvimento natural das árvores as raízes crescem em busca de água, ar e alimento. As raízes de um bonsai vão crescendo e podem ocupar a totalidade do espaço do vaso, expulsando lentamente o solo que ali existia. Por isso periodicamente devemos reduzir o volume de raiz dentro do vaso através de poda. Nesse mesmo processo aproveitamos para também trocar parte do solo que já não oferece todas as características para um bom desenvolvimento do vegetal. Felizmente este processo demora anos mas não devemos esquecê-lo enquanto estivermos cultivando qualquer planta que esteja confinada.

O Fícus suporta bem a terra calcária, devemos evitar solos demasiadamente secos, bem como não podemos exagerar em matéria orgânica, pois esta já acumula muita água. O Fícus gosta de terra com boa drenagem, a mistura aconselhada é de 50% de areia peneirada (entre 2 a 5 mm) e 25% de condicionador de solo industrial e 25 % de argila refratária de boa procedência peneirada (entre 2 a 5 mm. Na troca de terra podar no máximo 50 % das raízes. Nunca lavar as raízes. Deve-se providenciar a troca de terra do Fícus anualmente ou no máximo a cada DOIS anos. Nunca lavar as raízes e proteger borrifando suas folhas constantemente até três meses após seu transplante.

MOLD 020.jpg

VIII - Poda

A Arte bonsai procura, como inspiração, buscar formas existentes na natureza. Essa busca nos leva a um espectro riquíssimo de texturas, formas e cores, tornando nosso hobby um dos mais interessantes e criativos. O objetivo da prática do bonsai (cultivo de arvores em vaso), não é apenas mantê-los vivos e saudáveis, mas cada vez mais bonitos. Para isso é necessário que se façam podas regulares para se manter a forma de “mini árvore”. Podar é estilizar a formação de uma árvore.  Com a poda, eliminamos os ramos que saem da silhueta do bonsai, ramos defeituosos, secos ou desnecessários. Para podar devemos utilizar ferramentas adequadas, como tesouras afiadas. Para galhos maiores alicates de corte côncavo, que fazem cortes limpos, precisos e de fácil cicatrização. Quando as feridas da poda são de grande tamanho (maior que o tamanho do diâmetro de um cigarro) é conveniente cobri-las com pasta de selagem para garantir sua perfeita cicatrização. Pode-se usar clara de ovo ou tinta PVA.

A poda de manutenção do Fícus pode ser feita facilmente com uma tesoura afiada cortando-se os galhinhos que saem da zona não desejada do tronco ou da copa, cuja melhor forma é a forma da copa triangular. As Podas mais drásticas devem ser feitas no final do inverno. O Fícus brota com facilidade na madeira velha. É normal o sangramento de látex quando se faz cortes. Isto de maneira nenhuma é prejudicial para a árvore, mas é conveniente que regemos abundantemente logo após as podas para não desidratá-lo em demasia.

MOLD 020.jpg

IX - Aramagem

A utilização dos arames na estilização de um bonsai pode ser usado para:
1.Corrigir a inclinação de ramos, permitindo utilizar ramos que de outra maneira teríamos que podar.
De certo modo os arames provocarão o efeito do peso dos grandes galhos nas árvores, inclinando-os para baixo.
2.Direcionar o crescimento de um galho numa direção em que a copa do bonsai se encontra vazia.
3.Direcionar o crescimento de um galho para a formação de uma copa no formato triangular.

Os arames são colocados no bonsai por um certo tempo que dependerá da espécie da árvore. Durante esse tempo a casca da árvore cresce na posição pré-determinada e endurece, permitindo transformações estéticas importantes. Por ser um processo prático é necessário um certo treinamento para que possamos nos aprimorar. Os arames são colocados em espiral nos galhos e troncos, de maneira geral devemos primeiramente travar o arame no tronco ou em algum galho grosso e em seguida "enrolar" o arame no galho que se pretende modelar. Não devemos apertar demais para não deixar marca na casca do bonsai. O ideal é que o arame fique relativamente frouxo. Como os ramos engrossam devido ao seu crescimento, devemos tirar o arame antes que se crave na casca. Pode-se usar qualquer arame, preferivelmente o arame de alumínio, que é mais flexível e resistente. A grossura do arame dependerá da força necessária para se vergar o ramo. Não esqueça que é de suma importância que os arames não deixem marcas na casca, se for o caso proteger a casca com ráfia.

O Fícus pode ser aramado em qualquer época do ano, preferivelmente na primavera. Se os arames estiverem penetrando na casca tire-os imediatamente.

MOLD 020.jpg

X - Doenças e Pragas mais comuns

Alem dos fungos que podem ser tratados com a moderação na rega, retirada com uma escova e fungicida, o Fícus é uma planta muito resistente se for bem regada e colocada em local adequado. Ataques de pulgão ou cochinilhas podem ser tratados facilmente com inseticida para plantas ornamentais. Não esqueça que existindo um problema, este deve ser solucionado com brevidade para evitar a debilitação do bonsai. A BONSAI KAI possui Defensivos adequados, Pronto Socorro (gratuito), hotel e até Hospital para sua segurança

MOLD 020.jpg

XI - Agenda Anual de Tratamentos

Verão

Rega: Abundante

Adubação: Moderada

Poda: Só Ramos

Aramagem: Sim

Transplantação: Não

Outono

Rega: Abundante

Adubação: Sim

Poda: Só Ramos

Aramagem: Sim

Transplantação: Não

Inverno

Rega: Moderada

Adubação: Não

Poda: Estrutural

Aramagem: Não

Transplantação: Não

Primavera

Rega: Abundante

Adubação: Sim

Poda: Só Ramos

Aramagem: Sim

Transplantação: Sim

MOLD 020.jpg

XII - Estilos possiveis para ser modelado

01 - Tronco Vertical.jpg

 Vertical

02 - Vassoura.jpg

Vassoura

03 - Chorão.jpg

Chorão

04 - Tronco Inclinado.jpg

Inclinado

05 - Sinuoso Suave.jpg

Sinuoso Suave

06 - Sinuoso Esbelto.jpg

Sinuoso Esbelto

07 - Sinuoso Torcido.jpg

Torcido

08 - Sinuoso Tortuoso.jpg

Tortuoso

09 - Sinuoso Tentacular.jpg

Tentacular

10 - Raizes Expostas.jpg

Raízes Expostas

11 - Raiz sobre Pedra.jpg

Raiz sobre Pedra

12 - Varrido ao Vento.jpg

Varrido ao Vento

13 - Literal.jpg

Literal

14 - Semi Cascata.jpg

Semi Cascata

15 - Cascata.jpg

Cascata

16 - Tronco Duplo.jpg

Dois Troncos

17 - Floresta Aglomerado.jpg

Aglomerado

18 - Floresta em Balsa.jpg

Balsa

19 - Floresta Densa.jpg

Floresta Densa

20 - Floresta Dispersa.jpg

Floresta Dispersa

21 - Paisagem com Agua.jpg

Paisagem com água

22 - Paisagem com Pedra.jpg

Paisagem com Pedra

23 - Paisagem com Agua e Pedra.jpg

Paisagem Mista

MOLD 020.jpg

XIII - Cuidados - Mês a Mês

Janeiro

REGA:

Este tipo de bonsai normalmente vivem em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente no Verão e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até três vezes ao dia em dias de calor intenso. Borrife com frequência as folhas.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa.

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita utilizando o QG - Adubo químico de decomposição gradual, que deve ser enterrando junto às bordas do vaso. Regue em seguida.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai. Com a poda aprimoramos o estilo do bonsai, eliminamos os ramos defeituosos ou os ramos desnecessários (os que saem da zona desejada no desenho da copa). Retiraremos também galhos defeituosos como Galho Ladrão (Aquele que nasce na base do tronco); Galhos Radiais (Galhos que nascem a uma mesma altura na árvore); Galhos Verticais (Galhos situados na parte inferior ou mediana da copa que nascem apontados para cima ou para baixo) e Galhos que cruzam o tronco.

Retire todos as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

Não devemos transplantar no Verão.
Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

DICAS DO MÊS:

ESTÉTICA NOS BONSAI
A preocupação estética é fundamental na execução de um bonsai. A importância estética é sem dúvida muito maior do que a botânica, apesar desta ser fundamental. O objetivo da Arte bonsai é criar uma composição artística utilizando a natureza das árvores como matéria prima, transformando-as em arte através de harmonia estética.
São dois os fatores que determinam a qualidade artística de um bonsai: 1) Fatores Estéticos - Linha e forma; Equilíbrio e harmonia; Escala de composições; Perspectiva e profundidade; Movimento; Vitalidade; Evidenciamento do centro das atenções; Composição da árvore como um todo; Cor e Textura e vaso. 2) Fatores Orgânicos - Tronco; Ramos; Raízes; Folhas; Frutos e Flores.
Em resumo a composição dos bonsai deve se assemelhar as árvores encontradas na natureza, ter estilo bem definido, possuir algum tipo de atrativo evidente como frutos, flores, raízes expostas, exuberância em folhagens, folhagens com cores diferentes, texturas de tronco majestáticas e vasos adequados.

MOD VERM.jpg

Fevereiro

REGA:

Este tipo de bonsai normalmente vivem em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente no Verão e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até três vezes ao dia em dias de calor intenso. Borrife com frequência as folhas.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa.

ADUBAÇÃO:

NÃO devemos adubar.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai. Com a poda aprimoramos o estilo do bonsai, eliminamos os ramos defeituosos ou os ramos desnecessários (os que saem da zona desejada no desenho da copa). Retiraremos também galhos defeituosos como Galho Ladrão (Aquele que nasce na base do tronco); Galhos Radiais (Galhos que nascem a uma mesma altura na árvore); Galhos Verticais (Galhos situados na parte inferior ou mediana da copa que nascem apontados para cima ou para baixo) e Galhos que cruzam o tronco.

Retire todos as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

Não devemos transplantar no Verão.
Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

DICAS DO MÊS:

ESTILOS NOS BONSAI

Durante nossas vidas nos acostumamos a ter a companhia das arvores e muitos são os momentos em que elas fazem parte dos lugares onde estamos e passamos. Parece que sua presença causa certo bem-estar aos seres humanos, o que não é nenhum absurdo, afinal as arvores são tão seres vivos como nós e habitaram a terra durante toda nossa existência. Não existe critério em arte. É obvio que qualquer árvore plantada em qualquer recipiente

pode ser chamado de bonsai. Mas também deve ficar claro que as semelhanças com formas

que já conhecemos a gerações (formas naturais) são as mais agradáveis. Uma das conveniências da classificação dos estilos na arte bonsai é que de alguma maneira nós já vimos vários estilos naturais de árvores ou lugares em que as composições naturais envolvem árvores. Estamos acostumados a vê-las !

As árvores e suas formas particulares nos fornecem modelos do que pode ser um bonsai e se imitarmos esses estilos naturais, certamente não erraremos na estética de nosso bonsai

MOD VERM.jpg

Março

REGA:

No outono com o aumento gradativo do frio devemos diminuir a frequência de rega. Mas isso deve ser feito com cautela, pois nosso país tem dimensões continentais e variações muito grandes de temperatura e umidade do ar. Os "bonsai de interior" como esta espécie não gostam de muita umidade na terra, mas isso não vale para os dias de calor. Se o frio for intenso e a terra do vaso estiver úmida, regue a cada dois dias. Regar um bonsai é molhar toda a terra que esta dentro do vaso. Coloque água potável por cima da terra em toda a superfície até que esta comece a sair por baixo nos orifícios do vaso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita utilizando a TM - Torta de Mamona, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida. Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

No outono esta espécie começa a diminuir a velocidade de crescimento foliar. Além disso algumas folhas e galhos finos podem secar nesta época, retire-os do bonsai deixando-o sempre limpo. Enquanto os galhos estiverem crescendo continue fazendo a poda com regularidade e não deixe seu bonsai perder a forma. Normalmente os bonsai tem a tendência de crescer com maior velocidade em sua parte superior, deixando os galhos inferiores desfavorecidos da luz solar o que pode provocar desidratação e morte destes galhos. A poda de Galhos de maneira regular é a única forma de deixarmos o bonsai com boa ramificação e consequente maior densidade de folhas.

Retire todos as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Outono.

Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

Limpe também o vaso, inclusive por baixo, isso pode evitar doenças.

DICAS DO MÊS:

PRAGA DE INSETOS

As pragas com insetos são comuns em plantas, mas como o bonsai é muito menor, levamos vantagem, pois estas serão de fácil controle. Normalmente estes problemas não caracterizam perigo de vida para o bonsai se forem logo tratados. O mais sensato é ficarmos sempre atentos, e quando algo estranho acontecer procurar uma solução rapidamente. É conveniente que tenhamos em casa algum tipo de inseticida para plantas ornamentais, esses são encontrados facilmente em supermercados e lojas de jardinagem. O uso deve obedecer rigorosamente ao que indica o fabricante do produto, sendo que no caso dos bonsai aconselha-se regar bem o mesmo duas horas antes da aplicação do inseticida para que o bonsai fique bem hidratado. Recomenda-se também o hábito de lavar todas as plantas que temos em casa uma vez por mês. Se o problema se agravar, procure um especialista, estaremos à disposição

MOD VERM.jpg

Abril

REGA:

No outono com o aumento gradativo do frio devemos diminuir a frequência de rega. Mas isso deve ser feito com cautela, pois nosso país tem dimensões continentais e variações muito grandes de temperatura e umidade do ar. Os "bonsai de interior" como esta espécie não gostam de muita umidade na terra, mas isso não vale para os dias de calor. Se o frio for intenso e a terra do vaso estiver úmida, regue a cada dois dias. Regar um bonsai é molhar toda a terra que esta dentro do vaso. Coloque água potável por cima da terra em toda a superfície até que esta comece a sair por baixo nos orifícios do vaso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita utilizando a TM - Torta de Mamona, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida. Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai

PODA:

No outono esta espécie começa a diminuir a velocidade de crescimento foliar. Além disso algumas folhas e galhos finos podem secar nesta época, retire-os do bonsai deixando-o sempre limpo. Enquanto os galhos estiverem crescendo continue fazendo a poda com regularidade e não deixe seu bonsai perder a forma. Normalmente os bonsai tem a tendência de crescer com maior velocidade em sua parte superior, deixando os galhos inferiores desfavorecidos da luz solar o que pode provocar desidratação e morte destes galhos. A poda de Galhos de maneira regular é a única forma de deixarmos o bonsai com boa ramificação e consequente maior densidade de folhas.

Retire todos as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Outono.

Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

Limpe também o vaso, inclusive por baixo, isso pode evitar doenças.

DICAS DO MÊS:

PERENIDADE DAS FOLHAS

Esta é uma árvore perenifólia. Ela não perde suas folhas naturalmente em momento nenhum do ano. Em árvores originárias de climas muito frios, suas folhas são adaptadas para resistir ao frio e até a neve. Em árvores de Climas mais quentes, suas folhas são adaptadas para resistir às secas. As árvores Perenifólias nunca perdem suas folhas na totalidade. O que acontece é uma troca de folhas gradual para que as mesmas não percam sua eficiência no processo de fotossíntese.

MOD VERM.jpg

Maio

REGA:

No outono com o aumento gradativo do frio devemos diminuir a frequência de rega. Mas isso deve ser feito com cautela, pois nosso país tem dimensões continentais e variações muito grandes de temperatura e umidade do ar. Os "bonsai de interior" como esta espécie não gostam de muita umidade na terra, mas isso não vale para os dias de calor. Se o frio for intenso e a terra do vaso estiver úmida, regue a cada dois dias. Regar um bonsai é molhar toda a terra que esta dentro do vaso. Coloque água potável por cima da terra em toda a superfície até que esta comece a sair por baixo nos orifícios do vaso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

ADUBAÇÃO:

Este mês NÃO devemos adubar.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

No outono esta espécie começa a diminuir a velocidade de crescimento foliar. Além disso algumas folhas e galhos finos podem secar nesta época, retire-os do bonsai deixando-o sempre limpo. Enquanto os galhos estiverem crescendo continue fazendo a poda com regularidade e não deixe seu bonsai perder a forma. Normalmente os bonsai tem a tendência de crescer com maior velocidade em sua parte superior, deixando os galhos inferiores desfavorecidos da luz solar o que pode provocar desidratação e morte destes galhos. A poda de Galhos de maneira regular é a única forma de deixarmos o bonsai com boa ramificação e consequente maior densidade de folhas.

Retire todos as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Outono.

Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

Limpe também o vaso, inclusive por baixo, isso pode evitar doenças

DICAS DO MÊS:

FERRAMENTAS PARA PODA

No geral, para quem tem uma coleção pequena, uma simples tesoura bem afiada bastará para podar os bonsai. As tesouras normalmente são de ferro e para essas aconselhamos que após o uso a mesma seja limpa, lubrificada com óleo e guardada em local seco para melhor conservação. Além das tesouras para corte de galhos finos existem alicates especiais para bonsai destinados ao corte de galhos mais grossos. São dois tipos: O alicate chamado de côncavo ou “de corte lateral” ideal para corte rentes ao tronco onde penetram cerca de 2mm dentro da madeira para provocar uma cicatrização de maneira a não deixar vestígio do corte no futuro e o Alicate Esférico, propositadamente elaborado para fazer cortes arredondados e mais profundos. Para quem usa o bonsai como hobby existe um grande número de tipos de ferramentas próprias para o bonsai.

MOD VERM.jpg

Junho

REGA:

No inverno os "bonsai de interior" como este precisam de atenção especial, pois nesta época o sol esta menos disponível e o frio é maior, consequentemente a água do substrato evaporará menos. Regue o bonsai somente quando a superfície do substrato do vaso estiver com a aparência seca, mas nunca deixe o bonsai mais do que dois dias sem rega. Em regiões muito quentes continue regando todos os dias. O Solo do bonsai seca mais no calor do que no frio, mais quando está exposto ao sol do que quando fica a maior parte do tempo a sombra, seca mais quando a umidade do ar está baixa, seca mais quando está em ambientes abertos e/ou altos onde o vento é constante, seca mais em vasos pequenos do que em vasos maiores, etc. Por isso use o bom senso para regar.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. No inverno o sol nasce mais tarde e se põe mais cedo. Os vegetais já estão acostumados com isso e por isso mesmo diminuem consideravelmente a velocidade de seu metabolismo. Mas para as árvores o sol é extremamente importante, então verifique toda disponibilidade de sol nesta época e continue fornecendo a insolação adequada.

ADUBAÇÃO:

Este mês NÃO devemos adubar.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Esta espécie cresce pouco no inverno, mas se acontecer algum crescimento de galhos, mesmo nesta época, continue podando para que o bonsai não perca sua forma.

Retire qualquer parte que secar em seu bonsai, como Folhas e Galhos secos !

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Inverno.

DICAS DO MÊS:

TRANSPLANTAÇÃO

No desenvolvimento natural das árvores as raízes crescem em busca de água, ar e alimento. As raízes de um bonsai vão crescendo e podem ocupar a totalidade do espaço do vaso, expulsando lentamente o solo que ali existia. É importante que saibamos que para que as árvores cresçam com saúde elas irão necessitar de uma mistura de solo fértil (substrato) adequada e não um monte de raiz fazendo o papel do solo. Por isso periodicamente devemos reduzir o volume de raiz dentro do vaso através de poda de raízes ou transplantação. Nesse mesmo processo aproveitamos para também trocar parte do solo que já não oferece todas as características para um bom desenvolvimento do vegetal. Vá se preparando porque a época de transplante da maioria das coníferas é no inverno e das latifólias é na primavera.

MOD VERM.jpg

Julho

REGA:

No inverno os "bonsai de interior" como este precisam de atenção especial, pois nesta época o sol esta menos disponível e o frio é maior, consequentemente a água do substrato evaporará menos. Regue o bonsai somente quando a superfície do substrato do vaso estiver com a aparência seca, mas nunca deixe o bonsai mais do que dois dias sem rega. Em regiões muito quentes continue regando todos os dias. O Solo do bonsai seca mais no calor do que no frio, mais quando está exposto ao sol do que quando fica a maior parte do tempo a sombra, seca mais quando a umidade do ar está baixa, seca mais quando está em ambientes abertos e/ou altos onde o vento é constante, seca mais em vasos pequenos do que em vasos maiores, etc. Por isso use o bom senso para regar.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. No inverno o sol nasce mais tarde e se põe mais cedo. Os vegetais já estão acostumados com isso e por isso mesmo diminuem consideravelmente a velocidade de seu metabolismo. Mas para as árvores o sol é extremamente importante, então verifique toda disponibilidade de sol nesta época e continue fornecendo a insolação adequada.

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita utilizando a TM - Torta de Mamona, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida. Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Esta espécie cresce pouco no inverno, mas se acontecer algum crescimento de galhos, mesmo nesta época, continue podando para que o bonsai não perca sua forma.

Retire qualquer parte que secar em seu bonsai, como Folhas e Galhos secos !

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Inverno

DICAS DO MÊS:

SENSIBILIDADE A VENTOS FRIOS E/OU SECOS

Os bonsai precisam do ar para viver e sempre gostarão de um ambiente com boa ventilação. O ar é matéria prima para a produção de açucares (energia) para a planta. Quando falamos de ventos, estamos falando de correntes de ar desfavoráveis que geralmente são rajadas fortes de ar frio e/ou seco. Esta classe de bonsai geralmente não gosta dos ventos frios do inverno que podem provocar choque térmico, devemos protegê-los em lugares onde estes tipos de vento não possam entrar. Também não gostam de ventos com baixa umidade do ar. A desidratação provocada por correntes de ar seco pode provocar até a morte da planta, neste caso podemos minimizar o problema borrifando água sobre suas folhas com frequência em dias secos

MOD VERM.jpg

Agosto

REGA:

No inverno os "bonsai de interior" como este precisam de atenção especial, pois nesta época o sol esta menos disponível e o frio é maior, consequentemente a água do substrato evaporará menos. Regue o bonsai somente quando a superfície do substrato do vaso estiver com a aparência seca, mas nunca deixe o bonsai mais do que dois dias sem rega. Em regiões muito quentes continue regando todos os dias. O Solo do bonsai seca mais no calor do que no frio, mais quando está exposto ao sol do que quando fica a maior parte do tempo a sombra, seca mais quando a umidade do ar está baixa, seca mais quando está em ambientes abertos e/ou altos onde o vento é constante, seca mais em vasos pequenos do que em vasos maiores, etc. Por isso use o bom senso para regar.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. No inverno o sol nasce mais tarde e se põe mais cedo. Os vegetais já estão acostumados com isso e por isso mesmo diminuem consideravelmente a velocidade de seu metabolismo. Mas para as árvores o sol é extremamente importante, então verifique toda disponibilidade de sol nesta época e continue fornecendo a insolação adequada.

ADUBAÇÃO:

Este mês NÃO devemos adubar.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Esta espécie cresce pouco no inverno, mas se acontecer algum crescimento de galhos, mesmo nesta época, continue podando para que o bonsai não perca sua forma.

Retire qualquer parte que secar em seu bonsai, como Folhas e Galhos secos !

TRANSPLANTE:

o devemos transplantar no Inverno.

DICAS DO MÊS:

MODELAGEM COM ARAMES NOS BONSAI

A utilização dos arames na estilização de um bonsai possui as seguintes funções: Corrigir a inclinação e/ou direção de ramos, permitindo assim utilizar ramos que, de outra maneira, teríamos que podar; inclinar para baixo galhos inferiores da copa, imitando o efeito do peso dos grandes galhos nas árvores; direcionar o crescimento de galhos onde a copa do bonsai se encontra vazia, direcionar o crescimento de galhos para a formação de uma copa com formato cônico e provocar movimentos nos galhos. O tempo de permanecia dos arames no bonsai dependerá de vários fatores, entre eles a velocidade de crescimento da própria espécie. Por isso devemos consultar o guia de cuidados da espécie para saber além do tempo estimado de permanência dos arames na árvore e a época ideal para a colocação dos arames.

MOD VERM.jpg

Setembro

REGA:

Este tipo de bonsai normalmente vive em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente na primavera e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até duas vezes ao dia em dias de calor intenso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita com dois tipos de adubos: O QG - Adubo químico de decomposição gradual, que deve ser enterrando junto às bordas do vaso e a TM - Torta de Mamona, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

A poda é uma operação necessária no cultivo dos bonsai. Com a poda podemos controlar o volume de folhas e galhos equiparando-o ao volume de raiz. Este equilíbrio entre o volume de folhas e volume de raiz mantém o bonsai sadio. Outra função obvia da poda é a de manter o bonsai esteticamente agradável. Normalmente desejamos para os bonsai um formato de “mini árvore” e quanto mais próximo disto melhor será a qualidade de nossa arte. Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai.

TRANSPLANTE:

A PRIMAVERA é a estação correta para a transplantação desta espécie, que deverá ser feita a cada 2 anos.

Procure avaliar em sua região, uma época de aproximadamente 15 dias em que as temperaturas médias permanecerão em uma faixa de 15 graus centigrados. Está será a melhor hora para transplantar seu bonsai !

Faça um estudo prévio de como fazer o transplante.

Tenha todo o material necessário já preparado e mãos a obra !

DICAS DO MÊS:

SUBSTRATO

Popularmente chamado de Solo, mistura de solo ou simplesmente terra são os sinônimos de SUBSTRATO. No caso dos bonsai podemos definir substrato como o meio que serve para o desenvolvimento do vegetal no vaso. O substrato dos bonsai são muito diferentes dos solos que encontramos no chão, pois não devemos ter mais do que 10% de matéria orgânica decomposta nos vasos. Os componentes principais do substrato para bonsai são Areia e Argila. Estes devem ter formato de grãos com dimensões entre 2mm e 6mm, nunca em pó. Normalmente são usados areia em pedrisco e argila em forma de caco de telha, caco de tijolo ou simplesmente argila expandida.Temos substrato pronto para bonsai.

MOD VERM.jpg

Outubro

REGA:

Estes tipos de bonsai normalmente vivem em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente na primavera e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até duas vezes ao dia em dias de calor intenso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

ADUBAÇÃO:

 Este mês a adubação deve ser feita utilizando a TM - Torta de Mamona, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida. Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

A poda é uma operação necessária no cultivo dos bonsai. Com a poda podemos controlar o volume de folhas e galhos equiparando-o ao volume de raiz. Este equilíbrio entre o volume de folhas e volume de raiz mantém o bonsai sadio. Outra função obvia da poda é a de manter o bonsai esteticamente agradável. Normalmente desejamos para os bonsai um formato de “mini árvore” e quanto mais próximo disto melhor será a qualidade de nossa arte. Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai.

TRANSPLANTE:

A PRIMAVERA é a estação correta para a transplantação desta espécie, que deverá ser feita a cada 2 anos.

Procure avaliar em sua região, uma época de aproximadamente 15 dias em que as temperaturas médias permanecerão em uma faixa de 15 graus centigrados. Está será a melhor hora para transplantar seu bonsai !

Faça um estudo prévio de como fazer o transplante.

Tenha todo o material necessário já preparado e mãos a obra !

DICAS DO MÊS:

VELOCIDADE DE CRESCIMENTO

Esta espécie de bonsai tem seu crescimento de folhas Vigoroso durante todo o período de calor. Mas na Primavera brota velozmente e tem a tendência a trocar todas as folhas que permaneceram do inverno. No verão e no Outono já diminui o ritmo de crescimento, mas mesmo assim comparativamente a outras espécies tem seu crescimento considerado rápido nestas estações também. Já no inverno quase não há brotações.

Por isso no outono é aconselhável podar com parcimônia deixando a planta bem folhada para “enfrentar” o inverno.

MOD VERM.jpg

Novembro

REGA:

Estes tipos de bonsai normalmente vivem em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente na primavera e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até duas vezes ao dia em dias de calor intenso.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa. Mantenha-o em ambiente bem ventilado.

Necessita de QUATRO a SEIS horas de sol diretamente sobre sua copa para viver feliz.

É sempre bom esclarecer que todos os bonsai necessitam que os raios solares incidam diretamente sobre as folhas, somente a claridade não conta

ADUBAÇÃO:

Este mês a adubação deve ser feita utilizando a FO - Farinha de Osso, que deve ser espalhada sobre a terra e misturada a camada superficial. Regue em seguida. Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

A poda de galhos deve ser feita com regularidade em todo o período quente do ano. Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai. Com a poda aprimoramos o estilo do bonsai, eliminamos os ramos defeituosos ou os ramos desnecessários (os que saem da zona não desejada no desenho da copa).

TRANSPLANTE:

A PRIMAVERA é a estação correta para a transplantação desta espécie, que deverá ser feita a cada 2 anos.

Procure avaliar em sua região, uma época de aproximadamente 15 dias em que as temperaturas médias permanecerão em uma faixa de 15 graus centigrados. Está será a melhor hora para transplantar seu bonsai !

Faça um estudo prévio de como fazer o transplante.

Tenha todo o material necessário já preparado e mãos a obra !

DICAS DO MÊS:

LIMPEZA

Um bonsai que é limpo de maneira constante certamente estará muito menos vulnerável a doenças e pragas. A limpeza de um bonsai consiste em Retirar folhas, galhos, flores ou frutos que secarem; retirar os adubos orgânicos colocados a mais de 15 dias; limpeza do vaso cerâmico e limpeza da área da superfície da terra, retirando qualquer planta, por exemplo ervas daninhas, que possam nascer e se alimentar e usar a terra que é só do bonsai.

MOD VERM.jpg

Dezembro

REGA:

Este tipo de bonsai normalmente vive em ambientes como uma sacada ou peitoril ou mesmo na área interna perto de uma janela. Estes ambientes no geral são mais protegidos de ventos e extremos de temperatura e consequentemente a água do vaso do bonsai evaporará menos. Se seu bonsai está nessa condição uma rega diária será o suficiente no Verão e a borrifação das folhas só será necessária em dias com baixa umidade do ar.

Caso o bonsai esteja mais exposto ao tempo, devemos exagerar na frequência de rega nesta época, chegando a regar até três vezes ao dia em dias de calor intenso. Borrife com freqüência as folhas.

INSOLAÇÃO:

Esta é uma espécie de árvore classificada como “Bonsai de Interior”. Apesar de nesta classificação de insolação ter a palavra “interior” é bom que fique bem claro que não existe bonsai que viva sem a luz direta do sol. Mas os “Bonsai de Interior” são menos exigentes e podem viver com o mínimo de DUAS horas de sol diário diretamente sobre sua copa.

ADUBAÇÃO:

Este mês NÃO devemos adubar.

Sugestão: Use o Kit Anual de Adubação da Bonsai Kai.

PODA:

Fazer a poda em média a cada 15 dias ou quando os galhos já estão saindo da silhueta proposta para o bonsai. Com a poda aprimoramos o estilo do bonsai, eliminamos os ramos defeituosos ou os ramos desnecessários (os que saem da zona desejada no desenho da copa). Retiraremos também galhos defeituosos como Galho Ladrão (Aquele que nasce na base do tronco); Galhos Radiais (Galhos que nascem a uma mesma altura na árvore); Galhos Verticais (Galhos situados na parte inferior ou mediana da copa que nascem apontados para cima ou para baixo) e Galhos que cruzam o tronco.

Retire todas as folhas e galhos que estiverem secos no bonsai.

TRANSPLANTE:

Não devemos transplantar no Verão.
Deixe o solo do Bonsai sempre limpo, retirando qualquer tipo de mato ou planta que nascer.

DICAS DO MÊS:

VARIEDADE DE ESPÉCIES

A variedade de árvores no mundo é muito grande, chegando a mais de 60.000 espécies catalogadas, que no geral se comportam de maneira distinta uma das outras. Não devemos tratar todas do mesmo jeito e o melhor é conhecer a fisiologia das arvores que cultivamos. Temos alguns guias de cuidados por espécie disponíveis em nosso site.